×
Logomarca

Parlamentares esquecem de mencionar a dívida de R$ 12,8 milhões que os partidos políticos devem à Previdência Social. O maior devedor é o PT

por Mariano Maciel 9 de fevereiro de 2018

Devedores do INSS I

Um dos argumentos mais usados por parlamentares contrários à reforma da Previdência é que o Governo ignora os R$ 426 que as empresas devem ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e ataca os gastos com benefícios.

* Com o valor sonegado, apontam, daria para pagar duas vezes o rombo esperado para este ano, de R$ 192,8 bilhões.

Devedores do INSS II

O que os parlamentares esquecem de mencionar é que os partidos devem R$ 12,8 milhões à Previdência Social, segundo dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Esse valor seria suficiente para sustentar, por um ano, com um salário mínimo, mais de mil famílias brasileiras.

Devedores do INSS III       

A dívida dos partidos políticos se refere apenas às dívidas ativas, atualmente em cobrança – ou seja, não entram na lista que foram negociadas, parceladas ou estejam em discussão judicial.

Maior devedor   

Atualmente, o líder dos partidos devedores do INSS é o PT, que entre municípios e estados, acumula débito de R$ 8, 1 milhões. Crítico incansável da reforma da Previdência, o partido fica em primeiro lugar por conta das 27 dívidas contraídas pelo diretório do Rio Grande do Sul que somam R$ 7, 13 milhões.

* Depois do PT, quem mais deve ao INSS é o DEM (R$ 1.676.352,11); PCdoB (R$ 501.248,05) e o MDB (461.561,93). Quem deve menos é o PSOL (R$23.963,28). De acordo com a PGFN, as dívidas são referentes a contribuições previdenciárias que os partidos deixaram de pagar mesmo depois do vencimento de processo administrativo.

Dívidas dos estados

 Mesmo com uma dívida previdenciária que soma R$ 79 bilhões e um nível de insolvência que impede a obtenção de empréstimo, os candidatos estaduais não discutirão as alterações nas regras de aposentadorias durante a campanha  com medo de perder eleitores.

* O próximo governador do Acre herdará uma encrenca previdenciária de R$ 260 milhões e a exemplo do Distrito Federal vai ter que promover a sua reforma se quiser respirar mais aliviado nos quatro anos de mandato.

 Condenação…  

A condenação do ex-presidente Lula a mais de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá pode ter sido apenas a primeira sentença contra o petista, já que há uma série de outras ações contra ele na Justiça.

* Nesta semana começaram os depoimentos no caso do sítio em Atibaia. Os processos referentes aos dois imóveis tiveram origem em representações protocoladas pelo deputado federal Major Rocha (PSDB), que afirma estar confiante no trabalho da Justiça.

…de Lula

Em discurso no plenário da Câmara esta semana, o deputado Rocha (PSDB-AC) destacou que a impunidade tem sido, aos poucos, superada. Segundo ele, a condenação de Lula, assim como de outros políticos e empresários, mostra que as decisões do Judiciário independem de questões partidárias.

“Graças a Deus, o Judiciário está trabalhando. Muitos têm uma visão distorcida e acham que criminoso é só aquele que é adversário político, mas eu creio que o Judiciário está mostrando o contrário, pois foram presos políticos de vários partidos”, apontou o parlamentar.

Frase

“A primeira impressão que se tem de um governante e da sua inteligência é dada pelos homens que o cercam” – Maquiavel, filósofo italiano.

Comentários

O Portal Direto do Planalto informa aos seus leitores que não se responsabiliza pelas consequências jurídicas sobre as opiniões divulgadas nos campos de comentários, e que as postagens de conteúdo ofensivos serão excluídos da página.